24 julho 2017

ADRAL, aicep Global Parques e EDIA assinam Protocolo de Cooperação para promover a região Alentejo

Conscientes da importância da promoção da região Alentejo, em resultado da sua localização e das infraestruturas existentes, assim como das suas vantagens para a localização de projetos de investimento estruturantes, a Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), a aicep Global Parques e a Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA) decidiram unir esforços, tendo as três entidades assinado, no passado dia 21 de julho, no Centro de Negócios da ZILS, em Sines, um Protocolo de Colaboração no âmbito do projeto «Alentejo Global Invest».

Representaram as entidades envolvidas a Presidente do Conselho de Administração da ADRAL, Hortênsia Menino, o Presidente do Conselho de Administração da EDIA, José Pedro Salema, o Presidente da Comissão Executiva da aicep Global Parques, Francisco Mendes Palma e o Administrador Executivo da aicep Global Parques, Silvino Malho Rodrigues.

Hortênsia Menino destacou o papel da ADRAL enquanto instituição que alavancou o processo entre as várias entidades parceiras, e cujo papel principal é o de dinamizar os vários atores da região e o de congregar esforços e vontades de todos os agentes regionais para fortalecer a imagem e a promoção externa do Alentejo. Hortênsia Menino aproveitou para agradecer à aicep Global Parques e à EDIA por se terem associado ao projeto, pelo interesse que demonstraram em participar, deixando transparecer a crença de que com o envolvimento destas entidades será mais fácil dar a conhecer, fora de Portugal, as potencialidades do Alentejo. Referiu ainda que este protocolo «formaliza a participação que cada uma das entidades vai ter no desenvolvimento do projeto» e representa «um compromisso (...) entre os vários atores regionais para um objetivo e um projeto comum».

José Pedro Salema, Presidente do Conselho de Administração da EDIA, considera que este projeto «encaixa muito bem numa estratégia que foi desenhada (...) de promoção ativa do empreendimento de Alqueva (...), uma infraestrutura que custou ao Estado e aos portugueses 2500 milhões de euros, que tem imensas potencialidades, mas que temos de garantir que a utilizamos na sua plenitude, e por isso é preciso promovê-la. (...) Este tipo de projeto visa dar a conhecer as oportunidades que existem e ajudar aqueles que se interessam pela região a fornecer informação o mais organizada possível para fomentar o investimento.»

Francisco Mendes Palma, Presidente da Comissão Executiva da aicep Global Parques, por seu turno, refere que só a «junção de esforços faz com que consigamos mostrar que a região é competitiva e que o país é competitivo (...), e temos de saber que os investidores que queremos captar, tanto nacionais como internacionais, não conhecem a grande parte das características e, consequentemente, a competitividade da região e destas infraestruturas (...) portanto temos de fazer um esforço para as mostrar de uma forma segmentada – o que é relevante para um investidor na área agrícola, na área industrial, nos serviços, ou em complementaridade, e como é que a tecnologia se envolve», sublinhando também que a aicep Global Parques se encontra totalmente disponível «para receber e para satisfazer as necessidades de quem nos procure ou de quem vamos tentar cativar para nos vir conhecer».

O projeto «Alentejo Global Invest» visa aumentar o investimento externo no Alentejo, de forma integrada e em articulação com os principais parceiros regionais, fazendo uso das principais infraestruturas da região e nos seus setores-chave. Este objetivo será potenciado através da promoção internacional dos fatores de atratividade, nomeadamente dos equipamentos e recursos existentes na região, bem como dos principais setores de atividade económica alinhados com os domínios de especialização inteligente (EREI), no sentido de captar investimento e potenciar o Alentejo como um espaço de oportunidades e de inovação.

Para a prossecução destes objetivos levar-se-ão a cabo ações como a constituição de uma Rede Regional de Atração de Investimento Externo; o desenvolvimento de um Sistema Integrado de Apoio à Decisão para o Investimento; a promoção internacional da região através de missões em Portugal e no estrangeiro – já em fase de preparação – e a dinamização da uma rede de I&D como fator-chave de atratividade.

O projeto é financiado âmbito do Sistema de Apoio a Ações Coletivas (SIAC), com enquadramento no Programa Operacional Regional do Alentejo 2014-2020 (Alentejo 2020), sendo promovido pela ADRAL, pela Entidade Regional de Turismo e pelo Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), integrando diversos parceiros locais e regionais.

 

Acerca dos signatários do Protocolo

 

A aicep Global Parques, empresa que integra o universo aicep Portugal Global (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal), é a parceira nacional de referência no apoio a estratégias de localização empresarial. A aicep Global Parques tem também sob gestão direta três soluções de localização empresarial distintas que conseguem acolher projetos de todos os tipos e dimensões: a Zils Global Parques em Sines, o BlueBiz Global Parques em Setúbal e o Albiz Global Parques em Albarraque, concelho de Sintra. A ZILS Global Parques – Zona Industrial e Logística de Sines oferece uma localização com clara vocação atlântica e com fácil e rápido acesso a vias de comunicação nacionais e internacionais devido à proximidade ao Porto Marítimo de Sines. A Zils Global Parques dispõe de 2375 ha de áreas vocacionadas para atividades industriais, logísticas e de serviços, contando já com algumas das maiores empresas nacionais, como a Galp, a EDP, a Sonae Indústria ou o Grupo Cimpor.

A aicep Global Parques presta serviços de localização industrial e logística em Portugal Continental através dos serviços Global Find e Global Force. O Global Find, uma plataforma com base em sistemas de informação geográfica está disponível gratuitamente na web e identifica soluções de localização em Portugal continental em função dos requisitos de determinado projeto. Os serviços Global Force englobam o procurement de localizações pela equipa de especialistas da aicep Global Parques com a elaboração de pormenorizados relatórios, o auxílio ao processo de instalação empresarial e o apoio à gestão e promoção de parques empresariais que não estão sob administração direta.

 

A EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, S.A., criada em 1995, é uma sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos e pertence ao setor empresarial do Estado. A sua missão é conceber, executar, construir e explorar o Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA), contribuindo para a promoção do desenvolvimento económico e social da sua área de intervenção, a que correspondem 20 concelhos dos distritos de Beja, Évora, Portalegre e Setúbal. Com sede em Beja, centro da região beneficiária, a EDIA tem uma orientação estratégica baseada nos eixos prioritários do aproveitamento do Empreendimento assente no recurso "Água" e no aumento da produção e rentabilização dos investimentos nas infraestruturas criadas, visando o êxito do projeto.